Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Miguel Gaspar aproveita
Miguel Gaspar aproveita

Os três portugueses em prova esta semana no Challenge Tour bateram o Par-71 do Galgorm Castle, mas ...

Ler mais
Melo Gouveia não compromete

Duas semanas depois de ter falhado o cut no Porsche European Open, Ricardo Melo Gouveia regressou co...

Ler mais
Recuperação não chegou a tempo

Por muito pouco, diga-se uma pancada, Susana Mendes Ribeiro não conseguiu um lugar no cut do Bossey...

Ler mais
Pressão sobre Harrington

Pressão sobre Harrington

Publicado em 23 de Julho de 2010 às 23:00

Pressão sobre HarringtonPadraig Harrington admitiu estar a sentir-se pressionado para garantir um lugar na equipa europeia da Ryder Cup, apesar de sentir que o seu jogo é suficiente para integrar as escolhas do capitão Colin Montegmerie. Três vezes vencedor de majors (British Open de 2008 e 2009 e PGA Championship de 2008), o irlandês, de 28 anos, não sente o sabor do triunfo desde a conquista do Irish PGA Championship em Julho do ano passado. E nem mesmo o facto de ter falhado o cut do recente British Open abalou a sua confiança. “As expectativas são enormes e reconheço que, neste momento, sinto um pouco de pressão”, admitiu Harrington. “Mas, o ano passado, consegui terminar quatorze vezes no top-10, que provavelmente é mais do que alguma vez consegui”, acrescentou. Padraig Harrington é actualmente nono na classificação da selecção europeia da Ryder Cup, que vai levar 12 homens ao Celtic Manor Resort entre os próximos dias 1 e 3 de Outubro, para o match bienal com a congénere dos Estados Unidos, mas nomes como o inglês Paul Casey e Sergio Garcia também não têm a presença garantida. “Haverá, certamente, seis ou sete jogadores que seriam convocados em Agosto último e que actualmente não estão dentro. Ninguém tem a certeza de que será escolhido, haverá muitas dúvidas. Nove qualificam-se directamente, mas, com certeza, sete/oito jogadores vão lutar pela nomeação para os restantes três lugares”, garantiu o britânico.