Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Foi pena...
Foi pena...

Ao contrário de Ricardo Melo Gouveia, Miguel Gaspar teve um sábado confortável e até chegava ao ...

Ler mais
Melo Gouveia mostrou garra

Depois de um sábado difícil, Ricardo Melo Gouveia concluiu o Nordea Masters com quatro birdies nos...

Ler mais
Miguel Gaspar salva a honra

Bogeys consecutivos no 5 e no 6 impediram Miguel Gaspar de terminar o segundo dia do Open da Irlanda...

Ler mais
Imaginem

Imaginem

Publicado em 9 de Novembro de 2010 às 23:00

Imaginem

Imaginem que o primeiro torneio do campeonato nacional era disputado, por exemplo, no Oporto Golf Club, talvez por ser um dos mais emblemáticos campos europeus. Imaginem que quem o ganharia, era, por exemplo, Ricardo Santos com um estrondoso agregado de 272 (68+70+65+69), batendo assim o recorde do campo (66) e deixando atrás de si Bernardo Frére.

Imaginem que passado, por exemplo, três semanas, se disputaria a segunda prova desse mesmo campeonato nacional, no Estela Golf Club e o vencedor seria, Gonçalo Pinto, deixando a concorrência a 6 shots de distância.

Imaginem

E imaginem que passado outras três ou quatro semanas se jogaria a terceira prova no Vidago Palace Golf e no top 3 final separados por 3 pancadas, tínhamos nomes, como José Maria Jóia, Miguel Gaspar e António Rosado.

Já agora, porque não também imaginar, que nos torneios seguintes, disputados em, por exemplo, Viseu, Montebelo, e Marvão, que reabriria, porque existia um campeonato nacional e assim fazia sentido haver golfe no interior alentejano, o vencedor seria Ricardo Melo Gouveia, que passaria momentaneamente para o primeiro lugar do ranking nacional, depois de ultrapassar António Sobrinho.

ImaginemE depois imaginem que o campeonato nacional iria a Belas, depois seguiria para Tróia, voltaria ao Estoril, e depois ao fantástico campo da Quinta da Marinha ou se preferirem, o Oitavos, em Cascais. Na zona da grande Lisboa marcariam importantes pontos para o ranking nacional nomes como, Pedro Figueiredo, Tiago Rodrigues, Tomás Silva e José Filipe Lima.

No Algarve, no Old Course, Manuel Violas vingava-se da vitória de Ricardo Santos em Espinho e triunfava em casa do rival, assumindo agora ele a liderança do circuito. Tiago Cruz, em grande, vencia em Vale do Lobo e na Penina.Imaginem

Imaginem que aos campos acorreria bastante público fervoroso e entusiasta, interessado em ver de perto os seus ídolos e ansioso por um mágico e decisivo shot, bem como por autógrafos. E mais imaginem que os campos estariam repletos de publicidade como a Mercedes, Liberty, BPI, Audi, Tranquilidade, Solverde e porque não, a que se juntariam marcas como a Callaway, Nike, Tag-Heuer, Footjoy, Rolex, Titleist, TaylorMade e Jaguar.

ImaginemSimplesmente imaginem… Seria fantástico, não?

"O golfe nacional tem um longo mas não sinuoso caminho a percorrer. Existem 84 campos em território nacional, boas condições climatéricas para a prática do jogo e excelentes infra-estruturas de apoio, nomeadamente no sector de turismo e serviços… com apoios congregados, certamente que conseguiríamos ter definitivamente um circuito nacional digno de registo e assim potenciar a competitividade interna em ordem a surgirem jovens valores capazes de afirmar o nome de Portugal no mundo do golfe." In Golf4You