Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Vai haver um Grillo em Augusta
Vai haver um Grillo em Augusta

Com quatro top-15 nos últimos cinco torneios disputados, o argentino Emiliano Grillo garantiu um lu...

Ler mais
Última

...

Ler mais
Leonor Bessa vai cumprir calendário

Leonor Bessa não se assustou com os fantasmas do primeiro dia na Final da Escola de Qualificação ...

Ler mais
Kaymer é o novo rei

Kaymer é o novo rei

Publicado em 28 de Fevereiro de 2011 às 23:00

KaymerA luta pela liderança do ranking mundial parece estar constantemente em jogo, depois de Lee Westwood ter colocado um ponto final no reinado de 282 semanas de Tiger Woods.

O inglês ultrapassou o Tigre no dia 31 de Outubro de 2010, mas deixou escapar esse estatuto após 17 semanas, no passado dia 26 de Fevereiro, para Martin Kaymer, ao ficar na segunda ronda do WGC – Accenture Match Play e ver o akemão chegar à final em Dove Mountain, entretanto perdida para Luke Donald – esse resultado ditou que pela primeira vez, desde Março de 1992, as quatro primeiras posições foram ocupadas por jogadores europeus. Mas os lugares de Ian Woosnam, Nick Faldo, José Maria Olazábal e Seve Ballesteros, foram agora Martin Kaymer. Lee Westwood, Luke Donald e Graeme McDowell, que entretanto também ultrapassou Tiger Woods...

“Estou extremamente orgulhoso. Não só eu, mas também a minha família, todos os que me têm ajudado e, obviamente os alemães e o European Tour. Ser apenas o segundo alemão como número 1, depois de Bernhard Langer, que foi o meu modelo quando crescia, torna este momento ainda mais especial”, disse Kaymer na altura.

Westwood teve a oportunidade de recuperar o número 1 na semana passada no The Honda Classic, mas apesar de ter ameaçado nos dois primeiros dias, não conseguiu aproveitar a ausência de Kaymer, que tirou uma semana de férias para celebrar o seu feito.

KaymerE na semana que agora passou, o britânico teve novamente nas suas mãos mais uma chance de superar o germânico, mas este voltou a mostrar a solidez que o colocaram no topo.

Quem é Martin Kaymer?

Martin Kaymer nasceu no dia 28 de Dezembro de 1984, em Dusseldorf, na Alemanha. Desde cedo, o germânico mostrou os seus dotes golfísticos, e em 2006, tinha apenas 21 anos, assinou o único 69 (-13) da história do golfe europeu. Foi no Habsberg Classic, EPD Tour.

O domínio no circuito alemão era de tal forma, que a meio dessa época mudou-se para o Challenge Tour, ainda a tempo de vencer dois dos oito torneios em que participou. O consequente quarto lugar na Ordem de Mérito garantiu-lhe o passaporte para p European Tour.

E no ano de estreia no principal circuito profissional europeu, depois de falhar o cut de cinco de seis provas disputadas na Ásia, entrou pela porta grande na Europa. Primeiro foi 15º no Open da Madeira e na semana seguinte 3º no Open de Portugal – tem também o recorde do Oceânico Victoria Clube de Golfe, em Vilamoura, com 61 pancadas (-11), registado no Portugal Masters -, resultados que o ajudaram a ser considerado o Sir Henry Cotton Rookie of the Year 2007.

KaymerE depois de duas vitórias em 2008 e outras duas em 2009, o ano de 2010 foi o da explosão. Quatro triunfos, três deles consecutivas e nos quais se incluiu o primeiro major da carreira, o PGA Championship, ele que já tinha ameaçado com um 8º e um 7º lugar, respectivamente, no US Open e no British Open. Títulos que lhe valeram a vitória na Race to Dubai, a coroação para o número 1 europeu.

Mas 2011 parece ser o ano da confirmação. Depois de iniciar a temporada como número 3 mundial, iniciou-a igualmente com uma vitória inequívoca, por oito pancadas, no Abu Dhabi HSBC Golf Championship. E depois de falhar o assalto a líderança de Lee Westwood no Omega Dubai Desert Classic, acabou por beneficiar da eliminação do inglês na segunda ronda do WGC – Accenture Match Play para assumir o estatuto de número 1. Foi caso para dizer que à terceira foi de vez.

E Bernhard Langer, o primeiro alemão a vencer um major e a chegar a número 1, dá a sua bênção. “A ascensão dele no ranking é fenomenal. Acredito que ficará muitos anos no primeiro lugar”, diz o veterano, de 53 anos.