Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Melo Gouveia não teve sorte nos greens
Melo Gouveia não teve sorte nos greens

Com um birdie solitário no 12 do Dom Pedro Victoria Golf Course, Ricardo Melo Gouveia entregou um c...

Ler mais
Dia difícil

Pedro Figueiredo e Filipe Lima tiveram um dia para esquecer no Hopps Open de Provence e podem mesmo ...

Ler mais
Tiger Woods não cede

O dia de amanhã promete! Com 18 dos 30 jogadores do Tour Championchip abaixo do Par, e os líderes...

Ler mais
A melhor dica no golfe

A melhor dica no golfe

Publicado em 20 de Dezembro de 2010 às 23:00

A melhor dica no golfeQuando questionado sobre qual a melhor dica que já teve, numa entrevista recente, Greg Norman, disse que lha deram em 1986, pouco antes de ter ganho o primeiro dos seus dois Open Championships.

Na noite antes da volta final, Norman, White Shark , estava a jantar no mesmo restaurante onde também jantava o lendário Jack Nicklaus. Dirigiu-se a ele e perguntou-lhe se ele tinha algum conselho que pudesse ajudá-lo a levantar a Claret, - a taça do British Open -, no dia seguinte.

Nicklaus simplesmente lhe disse, "deves estar consciente da tua pressão no grip". Greg teve no dia seguinte uma performance fantástica, jogou ao seu melhor nível e com naturalidade impôs-se. Ganhou o British Open de 1986 por cinco pancadas.

A melhor dica no golfe

Diz ele, hoje, que talvez tenha sido essa uma das mais valiosas dicas de golfe que já recebeu e que o ajudou a ganhar não só esse torneio, bem como muitos mais.

Esta é uma dica muito valiosa para nós, golfistas amadores, também. Quando estamos sob pressão, ou sentimos os nervos no campo de golfe, o instinto natural é elevar a tensão nas mãos. Isto tem um efeito muito negativo sobre o nosso swing de golfe. Esta pressão afecta a fluidez, ritmo, velocidade da cabeça do ferro e como este se move no momento de impacto. Ao enrijecer os dedos também ficam tensos os braços e ombros, o que nos reduz a potência e mais importante que isso, o nosso “feeling”.

Ernie Els:

"Eu acho que a elevada pressão no grip e a consequente tensão muscular, prejudicam o meu swing mais do que qualquer outro problema técnico. Se tiveres um grip muito forte, automaticamente todos os músculos acima do tronco se bloqueiam, nomeadamente os teus antebraços e ombros. Mesmo que te sintas muito forte e confiante quando estás a segurar o ferro de uma maneira agressiva, faz um esforço consciente para soltar as mãos e deixa os braços tombarem suavemente quando estás a finalizar a postura ".

Quando estiveres no driving range, treina, com pressões de grip diferentes e vê como isso afecta os teus shots. Experimenta também no teu jogo curto e putt.

A melhor dica no golfe

Sam Snead, talvez, o melhor jogador de golfe de todos os tempos, oferece-nos a melhor analogia, mais antiga e que já correu o planeta inteiro. Certamente já ouviste isto nas tuas primeiras aulas de golfe: "Agarra o ferro como se estivesses a segurar um passarinho. Não muito apertado para não o sufocares e matar, mas também não tão solto de maneira a que ele te possa fugir e voar”.

Fred Couples:

"Eu, na altura de impacto, sinto que a minha mão direita parece que está quase fora do ferro. Esta sensação dá-me uma pancada muito mais poderosa e forte na bola. Este, para mim, é o tipo certo de feeling que gosto de sentir no meu grip".

A melhor dica no golfe

Resumindo, a questão de fundo sobre a pressão no grip, é agarrá-lo suavemente, e na medida das tuas capacidades técnicas, mentais e físicas, manteres o controlo total do teu swing.

Pessoalmente, é uma das minhas dicas favoritas, e é especialmente eficaz quando estás sob pressão. Agora, saber libertar tensão no grip em alturas de grande pressão, já é outra conversa…