Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Muita consistência na Escócia
Muita consistência na Escócia

Ricardo Melo Gouveia entregou quatro cartões de 68 pancadas (-2) no Scottish Open desta semana e te...

Ler mais
Não foi por falta de vontade…

Filipe Lima deixa o Italian Challenge com o sentimento de dever cumprido, mas infelizmente isso nem ...

Ler mais
Hat trick de Melinho

Apesar de um duplo pouco depois de começar, Ricardo Melo Gouveia não baixou os braços e assinou o...

Ler mais
Profissionais nacionais

Profissionais nacionais

Publicado em 8 de Janeiro de 2011 às 23:00

Profissionais nacionaisJoão Pedro Themudo, nasceu no Porto em 1968. Deu as suas primeiras pancadas no Oporto Golf Club mas foi no Clube de Golf de Miramar que obteve os seus melhores resultados em termos amadores.

Foi campeão nacional de infantis em 1983, campeão nacional de 3as categorias em 1984, campeão nacional de pares em 1993 e de Inter-clubes em representação do Clube de Golf de Miramar em 1994. Representou, ainda, Portugal nas selecções jovens entre 1984 e 1986.

Em 1999 decide enveredar pelo ensino profissional e desde esse ano até hoje trabalhou no Clube de Golfe de Miramar, na Academia Citygolf, na BGLC – Bennett’s Golf Learning Centre e na Quinta da Beloura Golfe. Em 2003, foi considerado o melhor aluno do Curso de Formação da PGA Portugal. Presidiu, também, a PGA Portugal entre 2008 e 2010.

Profissionais nacionais

Actualmente e apesar de já ter dado lições de golfe a centenas de pessoas, são os jovens que o apaixonam. A sua dedicação ao ensino dos mais novos levou-o a receber em 2001 um prémio atribuído pelo Ministro da Juventude e do Desporto, reconhecendo o mérito da acção exercida junto dos jovens.

Além de ser um excelente profissional que tenta desmistificar que o golfe é um desporto só para elites, é um homem de elevados valores e dedicado a causas nobres como a solidariedade social.

É urgente que os responsáveis por este desporto que tanto amamos, de uma forma consciente e responsável, se unam de uma vez por todas e deixem de olhar para o golfe como um negócio de milhões e comecem a investir um pouco mais dessas receitas com o objectivo de apoiar, incentivar e formar todos os agentes envolvidos.”