Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Os verdadeiros campeões revelam-se no fim
Os verdadeiros campeões revelam-se no fim

Finalmente chegou o momento porque muitos esperavam. Cinco anos depois, Tiger Woods voltou às vit...

Ler mais
Melinho igualou Sergio Garcia em 7º

Tom Lewis repetiu a triunfo de 2011 no Portugal Masters e garante, desde já, um lugar no European T...

Ler mais
Figgy continua no top-15

Pedro Figueiredo cumpriu o seu maior objetivo da semana e segurou-se no top-15 do Challenge Tour. D...

Ler mais
Rendido ao golfe

Rendido ao golfe

Publicado em 12 de Setembro de 2011 às 23:00

Rendido ao golfeAntes de brilhar nos grandes palcos mundiais, Robbie Krieger já mostrava o seu gosto pelo golfe.

“Empurrado” pelo seu pai, então novo sócio no Riviera, o antigo guitarrista dos The Doors teve a sua primeira experiência com 10/11 anos.

Contudo, apesar da aula que teve com Betty Hicks, vencedora do US Amateur de 1941 e jogadora do recém criado LPGA Tour, Krieger, actualmente com 65, preferia ganhar dinheiro como caddie aos fins-de-semanas.

“Ganhava $5 por carregar um saco e $10 por dois, às vezes $12”, recordou.

Mas a sua paixão pelo jogo manteve-se e, alguns anos mais tarde juntou-se à equipa de golfe da sua universidade nos Palisades.

“Juntei-me mais para poder beber cerveja”, brincou.

Krieger continua a dar espectáculos com o antigo teclista da banda Ray Manzarek e a jogar golfe, modalidade que começou a jogar antes dos anos 60, altura em que a sua vida mudou para sempre.

“E no sonho continuámos a tocar. Tudo é espectacular”, acrescentou, revelando que “ainda tenho sonhos com o Jim”, enquanto joga uma partida no Riviera.

Aliás, o seu fraco jogo nos greens deixa-o frustado.

“Bate na bola”, diz irritado, depois de ficar curto no buraco 5.

Mas a paixão pelo jogo é mais forte para continuar a acreditar que pode melhorar.