Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Miguel Gaspar aproveita
Miguel Gaspar aproveita

Os três portugueses em prova esta semana no Challenge Tour bateram o Par-71 do Galgorm Castle, mas ...

Ler mais
Melo Gouveia não compromete

Duas semanas depois de ter falhado o cut no Porsche European Open, Ricardo Melo Gouveia regressou co...

Ler mais
Recuperação não chegou a tempo

Por muito pouco, diga-se uma pancada, Susana Mendes Ribeiro não conseguiu um lugar no cut do Bossey...

Ler mais
De pontaria afinada

De pontaria afinada

Publicado em 28 de Novembro de 2011 às 23:00

De pontaria afinadaO hole-in-one é um momento de sorte/inspiração.

Nem sempre é um shot perfeito, mas o resultado final não pode ser qualificado com outro adjectivo.

O que é certo é que Greg Chalmers e John Senden desafiaram as probabilidades no Australian PGA Championship, que segundo um estudo divulgado pela prestigiada Golf Digest em 2000 as hipóteses de um profissional acertar num buraco à primeira são de 3000 para 1.

O esquerdino Chalmers, que mais tarde viria a sagrar-se vencedor do torneio, fez o seu ás na primeira ronda no buraco 2 do Hyatt Regency.

Curiosamente, no dia seguinte, o seu compatriota Senden, seu companheiro de formação, daria um shot certeiro nesse mesmo buraco.

Aqui ficam alguns dados curiosos:

O Mais Jovem: Jake Paine tinha 3 anos quando fez um hole-in-one num curto buraco de 60 metros em Lake Forest, Califórnia, em 2001.

O Mais Velho: Elsie McLean tinha 102 quanto deu um tiro certeiro no buraco 4 de 91 metros do Bidwell Park, em Chico, também na Califórnia, em 2007.

O Mais Longo:

Mike Crean acertou à primeira no 9 do Green Valley Ranch Golf Club, em Denver, decorria o ano de 2002. Este Par-5 de 472 metros tem a vantagem de ser jogado de um tee a alta altitude.

O Primeiro:

O primeiro registo de hole-in-one data do British Open’1868, da autoria do lendário Tom Morris (Old Tom) no 8 de Prestwick, um buraco de 132 metros.

O Primeiro com Bolas de 1,66 inch:

John G. Salven, membro do Comité de Campeonatos do R&A, conseguiu o primeiro hole-in-one com bolas de 1,66 inch, quando esta ainda estava em fase de experimentação em 1972, no buraco 11 do Old Course, em St. Andrews.

Consecutivos:

Pode dizer-se que foi algo parecido com um milagre. John Hudson, um profissional de 25 anos, conseguiu dois hole-in-ones consecutivos, nos buracos 11 e 12 do Martini Tournament de 1971, em Norwich, Inglaterra.

Dois no mesmo Torneio e Buraco:

Aconteceu no Postage Stramp, o buraco 8 em Troon, durante o British Open de 1973. Os autores foram Gene Sarazen e o amador David Russel, curiosamente, respectivamente, o jogador mais velho e mais novo em prova.

Quatro pros, uma ronda, um buraco: Em menos de duas horas, durante a segunda ronda do US Open de 1989, no Oak Hill Country Club, em Rochester, Nova Iorque, Doug Weaver, Mark Wiebe, Jerry Pate e Nick Price fizeram hole-in-ones no buraco 6 de 153 metros. A probabilidade de quatro profissionais conseguirem tal registo num field de 167 jogadores são de 332000 para 1. Mais hole-in-ones:Norman Manley, um amador da Califórnia, diz já ter conseguido este feito 59 vezes, enquanto o profissional Mancil Davis fez o 51º em 2007.