Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Um resultado que vem em boa altura
Um resultado que vem em boa altura

Apesar das condições adversas, Ricardo Melo Gouveia fez uma das melhores rondas do dia no British ...

Ler mais
Pedro Figueiredo perdeu uma posição no ranking

No primeiro de dois torneios na China, Pedro Figueiredo, tal como Filipe Lima, já com lugar assegur...

Ler mais
Leishman arrasa concorrência

Marc Leishman somou o 4º título no PGA Tour, depois de conquistar o CIMB Classic. Depois de até ...

Ler mais
De pontaria afinada

De pontaria afinada

Publicado em 28 de Novembro de 2011 às 23:00

De pontaria afinadaO hole-in-one é um momento de sorte/inspiração.

Nem sempre é um shot perfeito, mas o resultado final não pode ser qualificado com outro adjectivo.

O que é certo é que Greg Chalmers e John Senden desafiaram as probabilidades no Australian PGA Championship, que segundo um estudo divulgado pela prestigiada Golf Digest em 2000 as hipóteses de um profissional acertar num buraco à primeira são de 3000 para 1.

O esquerdino Chalmers, que mais tarde viria a sagrar-se vencedor do torneio, fez o seu ás na primeira ronda no buraco 2 do Hyatt Regency.

Curiosamente, no dia seguinte, o seu compatriota Senden, seu companheiro de formação, daria um shot certeiro nesse mesmo buraco.

Aqui ficam alguns dados curiosos:

O Mais Jovem: Jake Paine tinha 3 anos quando fez um hole-in-one num curto buraco de 60 metros em Lake Forest, Califórnia, em 2001.

O Mais Velho: Elsie McLean tinha 102 quanto deu um tiro certeiro no buraco 4 de 91 metros do Bidwell Park, em Chico, também na Califórnia, em 2007.

O Mais Longo:

Mike Crean acertou à primeira no 9 do Green Valley Ranch Golf Club, em Denver, decorria o ano de 2002. Este Par-5 de 472 metros tem a vantagem de ser jogado de um tee a alta altitude.

O Primeiro:

O primeiro registo de hole-in-one data do British Open’1868, da autoria do lendário Tom Morris (Old Tom) no 8 de Prestwick, um buraco de 132 metros.

O Primeiro com Bolas de 1,66 inch:

John G. Salven, membro do Comité de Campeonatos do R&A, conseguiu o primeiro hole-in-one com bolas de 1,66 inch, quando esta ainda estava em fase de experimentação em 1972, no buraco 11 do Old Course, em St. Andrews.

Consecutivos:

Pode dizer-se que foi algo parecido com um milagre. John Hudson, um profissional de 25 anos, conseguiu dois hole-in-ones consecutivos, nos buracos 11 e 12 do Martini Tournament de 1971, em Norwich, Inglaterra.

Dois no mesmo Torneio e Buraco:

Aconteceu no Postage Stramp, o buraco 8 em Troon, durante o British Open de 1973. Os autores foram Gene Sarazen e o amador David Russel, curiosamente, respectivamente, o jogador mais velho e mais novo em prova.

Quatro pros, uma ronda, um buraco: Em menos de duas horas, durante a segunda ronda do US Open de 1989, no Oak Hill Country Club, em Rochester, Nova Iorque, Doug Weaver, Mark Wiebe, Jerry Pate e Nick Price fizeram hole-in-ones no buraco 6 de 153 metros. A probabilidade de quatro profissionais conseguirem tal registo num field de 167 jogadores são de 332000 para 1. Mais hole-in-ones:Norman Manley, um amador da Califórnia, diz já ter conseguido este feito 59 vezes, enquanto o profissional Mancil Davis fez o 51º em 2007.