Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Shane Lowry entra a vencer em 2019
Shane Lowry entra a vencer em 2019

Shane Lowry dominou o Abu Dhabi HSBC Championship presented by EGA de princípio ao fim e conquistou...

Ler mais
Ninguém segurava Krista Glover…

A mulher de Lucas Glover, Krista, escapou a uma ida a tribunal e possivelmente umas noites na prisã...

Ler mais
Mickelson não se deixou surpreender

Depois de uma fantástica estreia no La Quinta CC, Phil Mickelson esteve mais comedido no segundo di...

Ler mais

Impacto turístico e economico

Publicado em 13 de Setembro de 2010 às 23:00

No que diz respeito ao turismo, não há dúvida de que em um país como os Estados Unidos, todas as categorias de campos de golfe contribuem para que um estado ou uma região se estabeleça como destino importante.

O município de Palm Beach, por exemplo, possui aproximadamente 150 campos e é o golfe o principal motivo de atração de turistas.

Entretanto, basta um campo famoso para fazer uma região conhecida. É o caso do Casa de Campo na República Dominicana, o Doral em Miami e Pebble Beach na Califórnia.

O primeiro sendo o maior exemplo da força do golfe pois, não só promoveu o resort, mas todo um país que possivelmente é um dos menos atrativos do Caribe. Esse é um nicho do mercado descoberto recentemente e, embora bastante cortejado, ainda está longe de se exaurir.

Na realidade tem sido bem desenvolvido nos Estados Unidos, Caribe e Espanha, entretanto, como é sabido, o golfista tem por característica o desejo de variar e neste ponto o Brasil leva uma grande vantagem pela sua diversidade de climas, paisagens, topografia e belezas naturais.

A economia também é beneficiada. Nos Estados Unidos, o impacto do golfe é superior a 30,5 bilhões de dólares por ano, envolvendo os 16.743 campos existentes no país. Detalhe: 71% dos jogos acontecem em campos públicos ou que cobram green fee, taxa para uso de não associados.

O futuro é promissor para os negócios com golfe no Brasil, um mercado que movimenta R$ 100 milhões por ano, entre receitas de clubes, competições, equipamentos e viagens. Mas é ainda muito tímido diante da cifra de US$ 350 bilhões que o golfe movimenta em termos mundiais.