Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Bubba Watson vence dois anos depois
Bubba Watson vence dois anos depois

A jogar o segundo torneio de 2018, Tiger Woods começou por ser a grande atração no Riviera CC. M...

Ler mais
Vítor Lopes lidera isolado

Apesar de um duplo, Vítor Lopes repetiu o 68 (-4) da véspera no segundo dia do Internacional Amado...

Ler mais
Melo Gouveia em dificuldade

Ricardo Melo Gouveia não foi feliz no regresso ao Al Mouj Golf. Depois de há três anos ter venci...

Ler mais

Como evitar lesões no golfe

Publicado em 7 de Janeiro de 2011 às 23:00

As estimativas apontam para cerca de 7 milhões o número de praticantes de golfe na Europa. No golfe, lidamos com gestos técnicos muito exigentes para o corpo, pelo que o jogador deve gozar de um acompanhamento a nível de treino e nutrição por profissionais certificados na área. As zonas do corpo mais propensas a sofrer lesões são as mãos, os cotovelos, os ombros, os joelhos e a coluna lombar.

De acordo com referências bibliográficas [*1] [*2] [*3], existe uma incidência e prevalência de lesões na modalidade do golfe, ainda que nem sempre reconhecidas quando comparadas a desportos mais violentos e disputados, como o futebol.

Impacto: propício a lombalgias

De uma forma geral, sabemos que as lombalgias são as queixas músculo-esqueléticas mais frequentes. Sabemos, também, que a maioria destas lesões acontece na altura do impacto.

Segundo a investigação conduzida por Davis Lindsay em 2008, na altura do impacto com a bola as forças de compressão na zona lombar situam-se na ordem dos 6100 N (610 kg) em jogadores amadores e em cerca de 7584 N (758 kg) em jogadores profissionais, uma grandeza que equivale a 6 a 8 vezes o peso corporal [*4].

Para que tenhamos uma noção mais exacta do que isto significa, algumas organizações americanas que se debruçam sobre este assunto assumem que os valores a partir dos quais as compressões se tornam perigosas para a saúde rondam os 3400 N (340 kg). Portanto, estamos a falar de valores duas vezes mais elevados.

Swing – Movimentos perigosos para a zona lombar

Os movimentos mais críticos para a saúde da zona lombar descritos na bibliografia são a flexão do tronco (dobrar para a frente) com rotação do mesmo, exactamente aqueles que entram na execução do swing [*5]. Assim, podemos dizer, que estamos na presença de um movimento perigosamente exigente para a coluna lombar.

Este tem sido um tema relevante para os investigadores. Segundo o estudo conduzido por Sugaya et. al., as lombalgias são responsáveis, em cerca de 55% dos casos, por jogar ou não jogar nas melhores condições [*6]. Segundo os investigadores McCaroll [*7] e Vad et. al. [*8], as lesões na zona lombar representam a queixa músculo-esquelética mais comum em praticantes de golfe, tanto amadores como profissionais, atingindo um valor de 15 a 34% do total das lesões na modalidade.

Minimize o impacto das lombalgias

Ficam aqui alguns conselhos para que possa reduzir o risco de contrair lesões.

- Faça sempre um bom aquecimento;

- Siga um treino específico de força, prescrito por profissionais certificados;

- Jogue com material adequado à sua estrutura morfológica;

- Tenha atenção à superfície em que treina (maior impacto em tapetes).

___________________________________________________________________________________________

REFERÊNCIAS OU NOTAS:
[*1] – McHardy, A., Pollard, H. & Luo, K., One-Year Follow-up Study on Golf Injuries in Australian Amateur Golfers, The American Journal of Sports Medicine Vol. 35 Nº 8 – 1354-1360, Agosto 2007 (LINK)
[*2] – Fradkin, A.J., Cameron, P.A. & Gabbe, B.J., Golf injuries–common and potentially avoidable, Journal of the Sports Science and Medicine 8(2):163-70, Junho 2005 (LINK)
[*3] – McHardy, A. & Pollar, H., Lower back pain in golfers: a review of the literature, Journal of Chiropratic Medicine 4(3): 135–143, 2005 (LINK)
[*4] – David, L., Injury Prevention: Avoiding One of Golf’s More Painful Hazards, International Journal of Sports Science & Coaching Vol. 4 – Suplemento 1, págs. 129-148(20), Setembro 2009 (LINK)
[*5] – Swing é o nome dado ao movimento completo de rotação do corpo durante o qual o taco descreve um arco, culminando com a batida na bola. É um movimento potencialmente perigoso para a coluna lombar.
[*6] – Sugaya H. et. al., Low-back injury in elite and professional golfers: an epidemiologic and radiographic study In Farrally M.R., Cochran A.J., (editores): Science and golf III: proceedings of the World Scientific Congress of Golf. Human Kinetics; Champaign, IL: 1999. págs. 83–91
[*7] – McCarroll, J.R., The frequency of golf injuries, Clinics in Sports Medicine 15(1):1-7, Janeiro 1996 (LINK)
[*8] – Vad, V.B. et. al., Low Back Pain in Professional Golfers: The Role of Associated Hip and Low Back Range-of-Motion Deficits, The American Journal of Sports Medicine Vol. 32 Nº 2 – 494-497, Março 2004 (LINK)
___________________________________________________________________________________________
Modificado a partir do artigo “Swing: prepare a coluna lombar” da revista Performance nº 88 de Abril de 2009