Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Boas perspetivas
Boas perspetivas

Quatro portugueses tentam hoje e amanhã o apuramento para a Final da Escola de Qualificação do Al...

Ler mais
A história repete-se

Tal como há dias, João Carlota e Gary King voltaram a dar espetáculo no Pines+Corks dos Pinheiros...

Ler mais
Figueiredo ainda a adaptar-se

Pedro Figueiredo foi 48º no South African Open hosted by the City of Johannesburg. O português, q...

Ler mais

Como evitar lesões no golfe

Publicado em 7 de Janeiro de 2011 às 23:00

As estimativas apontam para cerca de 7 milhões o número de praticantes de golfe na Europa. No golfe, lidamos com gestos técnicos muito exigentes para o corpo, pelo que o jogador deve gozar de um acompanhamento a nível de treino e nutrição por profissionais certificados na área. As zonas do corpo mais propensas a sofrer lesões são as mãos, os cotovelos, os ombros, os joelhos e a coluna lombar.

De acordo com referências bibliográficas [*1] [*2] [*3], existe uma incidência e prevalência de lesões na modalidade do golfe, ainda que nem sempre reconhecidas quando comparadas a desportos mais violentos e disputados, como o futebol.

Impacto: propício a lombalgias

De uma forma geral, sabemos que as lombalgias são as queixas músculo-esqueléticas mais frequentes. Sabemos, também, que a maioria destas lesões acontece na altura do impacto.

Segundo a investigação conduzida por Davis Lindsay em 2008, na altura do impacto com a bola as forças de compressão na zona lombar situam-se na ordem dos 6100 N (610 kg) em jogadores amadores e em cerca de 7584 N (758 kg) em jogadores profissionais, uma grandeza que equivale a 6 a 8 vezes o peso corporal [*4].

Para que tenhamos uma noção mais exacta do que isto significa, algumas organizações americanas que se debruçam sobre este assunto assumem que os valores a partir dos quais as compressões se tornam perigosas para a saúde rondam os 3400 N (340 kg). Portanto, estamos a falar de valores duas vezes mais elevados.

Swing – Movimentos perigosos para a zona lombar

Os movimentos mais críticos para a saúde da zona lombar descritos na bibliografia são a flexão do tronco (dobrar para a frente) com rotação do mesmo, exactamente aqueles que entram na execução do swing [*5]. Assim, podemos dizer, que estamos na presença de um movimento perigosamente exigente para a coluna lombar.

Este tem sido um tema relevante para os investigadores. Segundo o estudo conduzido por Sugaya et. al., as lombalgias são responsáveis, em cerca de 55% dos casos, por jogar ou não jogar nas melhores condições [*6]. Segundo os investigadores McCaroll [*7] e Vad et. al. [*8], as lesões na zona lombar representam a queixa músculo-esquelética mais comum em praticantes de golfe, tanto amadores como profissionais, atingindo um valor de 15 a 34% do total das lesões na modalidade.

Minimize o impacto das lombalgias

Ficam aqui alguns conselhos para que possa reduzir o risco de contrair lesões.

- Faça sempre um bom aquecimento;

- Siga um treino específico de força, prescrito por profissionais certificados;

- Jogue com material adequado à sua estrutura morfológica;

- Tenha atenção à superfície em que treina (maior impacto em tapetes).

___________________________________________________________________________________________

REFERÊNCIAS OU NOTAS:
[*1] – McHardy, A., Pollard, H. & Luo, K., One-Year Follow-up Study on Golf Injuries in Australian Amateur Golfers, The American Journal of Sports Medicine Vol. 35 Nº 8 – 1354-1360, Agosto 2007 (LINK)
[*2] – Fradkin, A.J., Cameron, P.A. & Gabbe, B.J., Golf injuries–common and potentially avoidable, Journal of the Sports Science and Medicine 8(2):163-70, Junho 2005 (LINK)
[*3] – McHardy, A. & Pollar, H., Lower back pain in golfers: a review of the literature, Journal of Chiropratic Medicine 4(3): 135–143, 2005 (LINK)
[*4] – David, L., Injury Prevention: Avoiding One of Golf’s More Painful Hazards, International Journal of Sports Science & Coaching Vol. 4 – Suplemento 1, págs. 129-148(20), Setembro 2009 (LINK)
[*5] – Swing é o nome dado ao movimento completo de rotação do corpo durante o qual o taco descreve um arco, culminando com a batida na bola. É um movimento potencialmente perigoso para a coluna lombar.
[*6] – Sugaya H. et. al., Low-back injury in elite and professional golfers: an epidemiologic and radiographic study In Farrally M.R., Cochran A.J., (editores): Science and golf III: proceedings of the World Scientific Congress of Golf. Human Kinetics; Champaign, IL: 1999. págs. 83–91
[*7] – McCarroll, J.R., The frequency of golf injuries, Clinics in Sports Medicine 15(1):1-7, Janeiro 1996 (LINK)
[*8] – Vad, V.B. et. al., Low Back Pain in Professional Golfers: The Role of Associated Hip and Low Back Range-of-Motion Deficits, The American Journal of Sports Medicine Vol. 32 Nº 2 – 494-497, Março 2004 (LINK)
___________________________________________________________________________________________
Modificado a partir do artigo “Swing: prepare a coluna lombar” da revista Performance nº 88 de Abril de 2009