Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

João Ramos lidera em Espinho
João Ramos lidera em Espinho

João Ramos assinou um 65 (-6) no primeiro dia do Solverde Campeonato Nacional PGA e terminou a jorn...

Ler mais
É preciso muita força de vontade...

Muitas horas no mato pode dar nisto Foto: @ForePlayPod...

Ler mais
Palavras para quê?

Um clássico!   Foto: @CallawayGolfEU...

Ler mais
Destino do mês: Windsor Country Club

Destino do mês: Windsor Country Club

Publicado em 14 de Novembro de 2011 às 23:00

Introdução Informações
Localizado na região Oeste de Sydney, o Windsor Country Club dispõe de uns primeiros 11 buracos desafiantes, com muita água, fairways delineados por árvores e vários dog-legs. Os restantes são geralmente a direito, mas igualmente com fairways delimitados por árvores e com alguns upslopes e downslopes. Os greens, normalmente bem protegidos por bunkers, são de tamanho médio e rápidos.

Discreto, não estivesse inserido dentro de uma grande propriedade privada, podemos igualmente ver voos a baixa altitude, prontos a aterrar e a descolar da base aérea da RAAF.
Par de Campo 71 (homens) / 72 (senhoras)
Website Website oficial
Morada McQuade Avenue Sout Windsor NSW 2756 PO Box 40
Telefone +02 4577 4390
E-mail  
E-mail reservas  
 

Imagens

Windsor Country ClubWindsor Country ClubWindsor Country ClubWindsor Country ClubWindsor Country ClubWindsor Country Club

 

Preços

Buggy $2
Trolley manual NA
Green Fee Semana $15
Green Fee Fim de Semana $20
 

Google Maps

 

Sydney (Austrália)

Apesar de ser a cidade mais populosa da Austrália, com cerca de 4,28 milhões de habitantes, não é a capital do país – é Camberra.

O primeiro europeu a chegar à região de Sydney foi o capitão James Cook, quando a 29 de Abril de 1970, ancorou o seu navio Endeavour na Baía de Botany. Sir Joseph Banks, o botânico a bordo, recomendou ao império britânico como sendo este o lugar ideal para enviar os seus condenados, mas só em 1788 Arthur Phillip, líder da Primeira Ftrota da Grã-Bertanha, chegou ao local.

Contudo, a falta de boas fontes de água doce levou-o a navegar mais para Norte, onde descobriu Port Jackson e encontrou as condições ideais em Sydney Cove, elegendo a região como a primeira colónia britânica da Austrália.

Situada na costa sudeste daquele país, Sydney, a capital do estado de Nova Gales do Sul, foi construída em torno de Port Jackson e dispõe de vários locais para visitar, incluindo as suas belas praias.

Há pelo menos 40 mil anos que existe a região onde hoje fica a cidade de Sydney. Mas quando os britânicos chegaram à Áustralia batizaram os locais aborígenes de "Eora", pois quando lhes perguntavam de onde tinham vindo, a resposta era sempre "eora", que significa "aqui" ou "deste lugar".

Uma epidemia de varíola em 1789, trazida pelos recém-chegados europeus, reduziu drasticamente a população aborígene, que se estimava na época de 1500 num raio de 10 milhas (16 km) da Baía de Sydney, sendo os sobreviventes gradualmente empurrados para as zonas periféricas. Os condenados para lá enviados construíram ruas, pontes, cáis, edifícios públicos e em 1822 a cidade já possuía bancos, mercados, policiamento e vias públicas bem estabelecidas. Oito anos mais tarde começaram a chegar os primeiros imigrantes britânicos e em 1851 as "corridas ao ouro" ajudaram ao desenvolvimento de Sydney, com a chegada de muitos estrangeiros de outros países e a construção de várias linhas de comboio. No início do século XX, Sydney já tinha uma população superior a um milhão de habitantes. Os chineses têm sido os grandes dinamizadores da imigração, mas na região de Petersham, na zona Oeste da cidade, também se pode encontrar uma boa legião de portugueses.

 

Locais a visitar

<strong>Sydney Harbour</strong> A Baía de Sydney, usualmente também chamada Port Jackson, é um porto natural em volta da qual se situa a maior aglomeração urbana da Austrália. Na baía localizam-se dois dos mais famosos símbolos da cidade: a Ópera de Sydney e a Ponte do Porto de Sydney.<strong>Sydney Opera House</strong> Construída em 1973, a Ópera de Sydney é um edifício com uma estrutura orgânica muito peculiar em forma de velas com azulejos brancos. É o princial emblema da cidade.<strong>Sydney Harbour Bridge</strong> Inaugurada em 1932, foi a primeira ponte construída na Baía de Sydney. É a ponte de um só arco com o maior vão do mundo. Pode visitar-se com guia.<strong>The Rocks</strong> É o bairro mais antigo da cidade e o mais europeu, com vários edifícios históricos renovados, galerias de arte, bares, restaurantes, etc. O Museu de Arte Contemporânea está neste bairro e tem uma colecção de arte contemporânea australiana e internacional.<strong>Chinatown</strong> O Bairro Chinês está localizado no sul do centro da cidade e é o centro cultural da comunidade chinesa, que vive nesta parte de Sydney desde o século XVIII. Actualmente já não é um centro residencial, mas um centro cultural e comercial, com várias empresas de outras partes da Ásia. No Chinatown, o grande mercado Paddy's Market é o centro de actividade aos fins-de-semana.

 

Hoteis

The Westin Sydney
 
Grace Hotel
 
Harbour Rock Hotel
 

Restaurantes

Quay
 
Tetsuya's
 
Bird Cow Fish
 

Campos próximos

New Brighton Golf Club
 
Carnarvon Golf Club
 
Randwick Golf Club