Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Um resultado que vem em boa altura
Um resultado que vem em boa altura

Apesar das condições adversas, Ricardo Melo Gouveia fez uma das melhores rondas do dia no British ...

Ler mais
Pedro Figueiredo perdeu uma posição no ranking

No primeiro de dois torneios na China, Pedro Figueiredo, tal como Filipe Lima, já com lugar assegur...

Ler mais
Leishman arrasa concorrência

Marc Leishman somou o 4º título no PGA Tour, depois de conquistar o CIMB Classic. Depois de até ...

Ler mais
Já é tempo de fazerem as pazes

Já é tempo de fazerem as pazes

Publicado em 21 de Maio de 2013 às 23:00

Tiger Woods e Sergio Garcia nunca morreram de amores um pelo outro.

E isso ficou bem evidente na troca de palavras entre ambos após o incidente na terceira ronda do último The Players Championship, quando ambos integravam a mesma formação.

O número 1 mundial afirmou há dias que já tinha esquecido essa altercação, mas El Niño parece que não.

Na Gala do golfe europeu realizada ontem em Wentworth, à margem do BMW PGA Championship, o espanhol respondeu à pergunta se convidaria para jantar o seu rival no próximo US Open com um comentário que se pode entender como racista.

“Vamos estar juntos todas as noites e vamos jantar frango frito”, disse.

Ora, este comentário parece claramente ser de índole racista, e está a ser visto como tal pela Imprensa, uma vez que frango frito era a comida associada aos escravos americanos.

De acordo com o The Guardian, Sergio Garcia já pediu desculpa através de comunicado suportado pelo European Tour, mas Tiger respondeu na mesma via Twitter, voltando a colocar água na fervura.

“O comentário que fez não foi tonto. Equivocou-se e foi claramente inadequado. Acredito que há um arrependimento sincero nas suas palavras. O The Players já acabou há quase duas semanas e é tempo de seguir em frente e falar de golfe”, escreveu em tês tweets.

O golfe é que não sai nada a ganhar com dois grandes jogadores de costas voltadas…

 

Foto: Brad Barr/USA TODAY Sports