A Golf4You precisa da tua ajuda. Faz uma pequena contribuição e ajuda-nos a levar até ti os melhores conteúdos de golfe. Obrigado :)

Últimas

DJ procura melhorar o 2º lugar do ano passado
DJ procura melhorar o 2º lugar do ano passado

Depois de um início de 2017 fulgurante, com três vitórias, mas três últimas exibições modesta...

Ler mais
A saga continua…

Certamente ainda motivado pela conquista do Campeonato Nacional PGA há dias, Filipe Lima surgiu em ...

Ler mais
Ricardo Santos espreita o top-10

Ricardo Santos terminou o primeiro dia do Challenge da Suécia no 11º lugar, depois de entregar um ...

Ler mais
O segredo dos campeões

O segredo dos campeões

Publicado em 1 de Julho de 2013 às 23:00

Paul Casey e Bill Haas estrearam-se a vencer este ano nos principais circuitos mundiais.

O inglês, que não vencia desde janeiro de 2011 no Volvo Golf Champions, impôs-se no Open da Irlanda no European Tour, enquanto o americano, que este ano já havia desperdiçado uma liderança de três pancadas no Northern Trust Open, não vacilou e conquistou o AT&T National no PGA Tour.

 

Casey não esteve particularmente comprido (262,07 metros de média com os seus drives), nem muito acertado do tee (44,6%), mas compensou no shot ao green – teve uma eficácia de 73,6 de greens in regulation – e precisou de uma média de 28,5 putts por ronda.

Haas também não se pode dizer que tenha sido feliz do tee (270,57 metros de média com o seu drive e 64,29% de fairways hit com esse taco).

Tal como Casey, a diferença residiu nos 76,39 de greens in regulation e na sua média de 28 putts por ronda.

Dos bunkers, o britânico esteve 80% eficaz, enquanto o campeão da FedEx Cup de 2011, que somou um total de 25 birdies, acertou apenas 40%, um registo que contribuiu para a sua baixa taxa de 47,06% em Scrambling.