Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Tudo não passou de um susto
Tudo não passou de um susto

Luke Donald teve sorte em não precisar de ir às urgências de um hospital português. É verdade ...

Ler mais
Os piores professores do mundo

Quem iria alguma vez duvidar que campeões como Padraig Harrington, Martin Kaymer, Ian Poulter ou Le...

Ler mais
Melinho soube aproveitar

Em bom tempo o European Tour criou um ranking paralelo à Race to Dubai. Ricardo Melo Gouveia termi...

Ler mais
O segredo dos campeões

O segredo dos campeões

Publicado em 1 de Julho de 2013 às 23:00

Paul Casey e Bill Haas estrearam-se a vencer este ano nos principais circuitos mundiais.

O inglês, que não vencia desde janeiro de 2011 no Volvo Golf Champions, impôs-se no Open da Irlanda no European Tour, enquanto o americano, que este ano já havia desperdiçado uma liderança de três pancadas no Northern Trust Open, não vacilou e conquistou o AT&T National no PGA Tour.

 

Casey não esteve particularmente comprido (262,07 metros de média com os seus drives), nem muito acertado do tee (44,6%), mas compensou no shot ao green – teve uma eficácia de 73,6 de greens in regulation – e precisou de uma média de 28,5 putts por ronda.

Haas também não se pode dizer que tenha sido feliz do tee (270,57 metros de média com o seu drive e 64,29% de fairways hit com esse taco).

Tal como Casey, a diferença residiu nos 76,39 de greens in regulation e na sua média de 28 putts por ronda.

Dos bunkers, o britânico esteve 80% eficaz, enquanto o campeão da FedEx Cup de 2011, que somou um total de 25 birdies, acertou apenas 40%, um registo que contribuiu para a sua baixa taxa de 47,06% em Scrambling.