A Golf4You precisa da tua ajuda. Faz uma pequena contribuição e ajuda-nos a levar até ti os melhores conteúdos de golfe. Obrigado :)

Últimas

Liderança tripartida no Royal Birkdale
Liderança tripartida no Royal Birkdale

Jordan Spieth, Brooks Koepka e Matt Kuchar repartem a liderança do British Open, depois de cumprime...

Ler mais
Tiago Rodrigues manda em casa

Tiago Rodrigues foi quem melhor se adaptou ao “seu” Oporto GC na estreia do Solverde Campeonato ...

Ler mais
DeChambeau qualifica-se para o British Open

Bryson DeChambeau surpreendeu tudo e todos e estreou-se finalmente a vencer no PGA Tour. O californ...

Ler mais
Ganhar sai caro

Ganhar sai caro

Publicado em 23 de Julho de 2013 às 23:00

Não há dúvidas de que vencer um British Open trás prestígio, mas Phil Mickelson está obrigado a tributar 61% do prémio se também contarmos com o triunfo da semana anterior no Open da Escócia. Por essa razão, Tiger Woods deixou a Califórnia.

Lefty, apelidado pela Imprensa de “milionário chorão”, terá de deixar 45% do prémio na Grã-Bertanha, 13% irão a Califórnia e 2,1% para o Governo dos Estados Unidos-

Ou seja, o esquerdino irá ficar “apenas” com 1.641.595€.

E desse total, 10% irão para o seu caddie Jim “Bones” Mackay, faturas de hotéis, bem como percentagens para o seu empresário e para o treinador Butch Harmon.

Na realidade, Mickelson poderá ficar com somente 30% por cento desse dinheiro.