Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Um resultado que vem em boa altura
Um resultado que vem em boa altura

Apesar das condições adversas, Ricardo Melo Gouveia fez uma das melhores rondas do dia no British ...

Ler mais
Pedro Figueiredo perdeu uma posição no ranking

No primeiro de dois torneios na China, Pedro Figueiredo, tal como Filipe Lima, já com lugar assegur...

Ler mais
Leishman arrasa concorrência

Marc Leishman somou o 4º título no PGA Tour, depois de conquistar o CIMB Classic. Depois de até ...

Ler mais
Meghan Jade Tarmey: Com uma caddie destas é mais fácil aprender golfe

Meghan Jade Tarmey: Com uma caddie destas é mais fácil aprender golfe

Publicado em 25 de Agosto de 2013 às 23:00

Este artigo pertence à área de conteúdos golfbabes

Meghan Jade Tarmey mostrou demasiados argumentos para passar despercebida à Golf 4 You “As miúdas mais giras do circuito”. A americana, de 26 anos, não é profissional, mas é a dona da Myrtle Beach Caddy Girls.

 

 

Tudo começou em fevereiro de 2005, quando Meghan era cheerleader na Coastal Carolina e vendia shots à noite no Club Kryptonite para a ajudar a pagar os estudos. Um dos patrões do clube noturno, e golfista ocasional, convidou-a para se juntar ao grupo dele no dia seguinte no campo e conduzir o buggie.

 

 

Ao princípio Meghan, formada em comunicação e teatro, achou o convite estranho, mas de repente viu uma oportunidade de negócio. Cansada do seu ritual diário, que incluía levantar-se às 7h00 para dar uma corrida para manter a forma de cheerleader, ir às aulas, estudar, treinar, trabalhar até às 3h00 e dormir para restabelecer as energias mínimas, a também modelo fotográfica decidiu abrir uma empresa, que consiste num serviço de caddie e entretenimento, feito por jovens beldades. Um serviço, diga-se, que está a fazer furor nos Estados Unidos e que custa aproximadamente 150$ por ronda, embora haja campos reticentes a esta “ajuda” por considerar que o jogador pode-se distrair.

 

Quando souberam da sua ideia empresarial, os seus pais, também eles golfistas de fim-de-semana, acharam que ela devia ficar a conhecer mais o jogo e ofereceram-lhe uns tacos para se iniciar na prática da modalidade, ensinando-lhe pormenores básicos.