Encontra a Golf 4 You nas principais redes sociais e ajuda-nos a promover o Golfe Português Golf 4 You no Facebook Facebook Golf 4 You no LinkedIn LinkedIn

Últimas

Foi pena...
Foi pena...

Ao contrário de Ricardo Melo Gouveia, Miguel Gaspar teve um sábado confortável e até chegava ao ...

Ler mais
Melo Gouveia mostrou garra

Depois de um sábado difícil, Ricardo Melo Gouveia concluiu o Nordea Masters com quatro birdies nos...

Ler mais
Miguel Gaspar salva a honra

Bogeys consecutivos no 5 e no 6 impediram Miguel Gaspar de terminar o segundo dia do Open da Irlanda...

Ler mais
Entrevista a Miguel Angel Jimenez - Tranquilo com a vida

Entrevista a Miguel Angel Jimenez - Tranquilo com a vida

Publicado em 31 de Outubro de 2010 às 23:00

Miguel Angel Jimenez tem uma paixão enorme por Portugal e é sempre com enorme prazer que vem jogar torneios ao nosso país. Mas este ano, o homem do charuto, que ajudou recentemente a Europa a vencer a Ryder Cup, não veio de Ferrari, mas voltou a trazer o seu carisma e a mesma energia com que contagia os fãs do golfe – portugueses e mundiais

Foi talvez o jogador mais acarinhado pelo público presente no Oceânico Victória, em Vilamoura, durante os dias do Portugal Masters. A viver um dos melhores momentos da carreira, Miguel Angel Jimenez mostrou-se sempre disponível para um autógrafo, um sorriso ou uma fotografia com os fãs.

Fomos ter com ele para falar sobre a vitória da Europa na Ryder Cup e como a sua experiência (somou a 537ª presença em provas do European Tour no Algarve) o ajudou a "despertar" depois dos 40 anos – 11 das suas 18 vitórias no circuito aconteceram nestes últimos seis anos. Com a confiança em altas. Jimenez, que já foi terceiro e segundo num major, aponta, por isso, para a vitória num dos quatro maiores torneios do mundo já para 2011.

O espanhol do charuto, que este ano não trouxe o seu Ferrari para o Portugal Masters  – veio com a namorada e uns amigos –. garante sentir-se em casa quando visita o nosso país, e considera ainda que os portugueses José Mourinho e Cristiano Ronaldo estão a causar impacto em Espanha e no Real Madrid. 
Jimenez pediu ainda ao antigo treinador do FC Porto Jesualdo Ferreira, que mantenha o "seu" Málaga, onde actuam Helder Rosário, Duda, Eliseu e Edinho, na I Divisão.

Jimenez

Vamos obviamente começar pela vitória na Ryder Cup. Como é jogar este torneio?

Já é a minha quarta presença como jogador, a quinta se contarmos a que foi vice-capitão, e só posso dizer que é algo de extraórdinário. É um torneio diferente dos habituais e um orgulho poder disputá-lo. O ambiente que se vive à volta é indiscritivel.

Quando regressou a Espanha, como foi a reação dos seus conterrâneos à vitória na Ryder Cup?

Foi muito importante para eles e para o país. Acho que todas as televisões espanholas estiveram em Celtic Manor. Ficaram muito felizes e orgulhosos com o que me aconteceu. Para quem já me conhece, sabe que, para mim, tudo isto é incrível. A forma apaixonante como as pessoas ficam a torcer por mim.

Qual a sensação de participar num evento deste tipo, ainda para mais com o ambiente incrível que se viveu no Twenty Ten Course do Celtic Manor Resort?

É algo indiscritivel. Uma grande experiência. Estava tanta gente, que nem conseguia ver o chão. Fiz uma entorse no tornozelo no buraco 17, quando o Graeme McDowell venceu, e  estive a fazer gelo no domingo e na segunda-feira, sem nunca colocar o pé no chão. Mas o telefone, esse, não parou de tocar com as pessoas a darem-me os parabéns.

É verdade é que aqui em Portugal também é bastante acarinhado. Quando foi jantar a Vilamoura noutro dia, as pessoas levantaram-se e aplaudiram-no de pé?

É verdade. Estava tanta gente no restaurante, o meu favorito, e toda a gente a bater palmas. Nem consegui jantar com tantas fotos e autografos. Mas acontece (risos)...

Teve um papel importante, conquistanto 2 pontos numa vitória por 14 ½-13 ½... 

Foi uma grande vitória da equipa. O nosso grupo era excelente, liderado de forma exemplar pelo (capitão) Colin Montgomerie, e não só as minhas vitórias foram importantes como a de todos os outros.

Este está a ser um ano importante para a Europa, com as vitórias de Graeme McDowell, Louis Oosthuizen e Martin Kaymer em majors e o triunfo na Ryder Cup...

 Claro que sim. Isto veio mostrar que o European Tour está cheio de jogadores talentosos e que temos um circuito forte.

Falando agora mais concretamente do European Tour. É um dos jogadores mais experientes do circuito e já venceu por três vezes este ano no circuito europeu (Omega Dubai Desert Classic, Alstom Open de França  e Omega European Masters), embora ainda "longe" das cinco vitórias de 2004, ano em que conquistou o Algarve Open de Portugal... Mudou alguma coisa em relação aos outros anos?

Por incrível que pareça não mudei nada. A minha preparação continua igual. Fazer um pouco de exercício e divertir-me a jogar golfe. A diferença é que os resultados voltaram a aparecer.

JimenezPrecisamente na sua última vitória, assinou um brilhante 61 (-10) na segunda ronda do Omega European Masters, o seu melhor resultado em 28 anos como profissional. Está mesmo a viver um dos melhores momentos da carreira.

É um bom período da minha carreira, tal como o que vivi em 2004. Mas é obvio que não é todos os dias que se faz 61 pancadas... Vou continuar a trabalhar para prolongar este momento o mais tempo possível.

Tem actualmente com 46 anos – e 11 das suas 18 vitórias no European Tour aconteceram precisamente depois dos 40. Qual a explicação?

Estou mais tranquilo com a vida. Sou obviamente uma pessoa diferente daquela que era quando tinha 25 anos, mais experiente, mas com a mesma vontade de jogar.

Alguma dessas 18 vitórias se compara às da Ryder Cup?

Não, nem mesmo nenhum dia, nenhum torneio, nenhum major... Quando se vence uma Ryder Cup a sensação é qualquer coisa de incrível. Indiscritivel, mesmo.

Já foi terceiro num British Open (2001) e segundo num US Open... Para quando uma vitória num major?

É verdade. O ano que vem espero ganhar finalmente um major. Tenho trabalhado para isso e vou continuar a perseguir esse objectivo. Mas este ano já não vai dar... (risos).

O bom tempo do Algarve fá-lo quase sentir em casa, certo?

É fantástico. Parecido ao que faz em Málaga. Por isso gosto muito de jogar no Algarve. As pessoas são simpáticas e adoro jogar aqui.

Uma pergunta que já lhe devem ter feito milhares de vezes. Como viu o escândalo sexual em que Tiger Woods se viu envolvido?

É uma pessoa normal. Um ser humano. Há que deixá-lo tranquilo para que continue a jogar bom golfe. É uma excelente pessoa e já está a pagar pelo que fez.

Acha que isso pode ter denegrido a imagem do golfe?

A imagem do golfe permanece intacta. Quem sai prejudicado são os torneios que ele não joga e a Imprensa quando ele não joga. Nada mais do que isso. Ele é apenas uma pessoa e ponto final.

Agora fugindo um pouco golfe. Porquê que os espanhóis são tão bons no desporto?

Não sei. Está dentro do nosso sangue. A vontade de competir e da coragem faz parte do nosso caracter... Agora uma explicação concreta não consigo encontrar. Será porque somos bons por natureza? (risos)
 
Veio para o torneio no seu Ferrari?

Este ano não. Vim com a minha namorada e os meus amigos e traziamos muitas coisas. Não cabia tudo... (risos)

E veio nalgum carro especial?

 Não, não. Trouxemos o M5...

Como surgiu o seu gosto por carros?

Quando era mais novo, antes de começar a jogar golfe, trabalhei numa oficina e desde aí tenho uma paixão por carros. Vem daí a minha alcunha de 'Mecânico'.

Agora o futebol... Gosta?

Sim, vou assistir alguns jogos, mas gosto mais de golfe (risos).

Sendo malaguenho, como vê o seu Málaga, treinado pelo português Jesualdo Ferreira, e os jogadores Helder Rosário, Duda, Eliseu e Edinho.

Bem, apesar de termos sido comprados por um magnata, esperamos que eles nos ajudem a garantir a permanência na I Divisão. Era importante ficarmos entre os grandes de Espanha.

Que imagem tem de José Mourinho e Cristiano Ronaldo?

São figuras que estão a causar algum impacto no Real Madrid e em Espanha. Mostra que também há alguns bons desportistas aqui em Portugal. Não é só em Espanha.

Jimenez

Golf 4 You com Miguel Angel Jimenez