A Golf4You precisa da tua ajuda. Faz uma pequena contribuição e ajuda-nos a levar até ti os melhores conteúdos de golfe. Obrigado :)

Relacionadas

Uma parceria que parece funcionar
Uma parceria que parece funcionar

Depois de deixar o seu caddie J.P. Fitzegerald de nove anos, Rory McIlroy trouxe o seu melhor amigo ...

Ler mais
DJ procura melhorar o 2º lugar do ano passado

Depois de um início de 2017 fulgurante, com três vitórias, mas três últimas exibições modesta...

Ler mais
Desilusão em Augusta

Dustin Johnson era tido como o grande favorito à conquista do Masters, mas uma lesão nas costas ob...

Ler mais
Já não falta nenhum

O domínio do golfe mundial pertence definitivamente a Dustin Johnson e as comparações com Tiger W...

Ler mais
DJ parece imparável

Dustin Johnson dominou incólume o seu grupo no WGC – Dell Technologies Match Play, que está a de...

Ler mais

Conteúdos Golf 4 You

Conteúdos Golf 4 You
Debbie Doniger: Qualquer um aprende com ela

A carreira amadora de Debbie Doniger teve vários momentos altos, mas foi como treinadora que a americana ganhou um maio... ler mais

O segredo dos campeões

Com o PGA Tour sem torneios na última semana Charl Schwartzel brilhou no European Tour. O sul-africano revalidou o seu ... ler mais

McIlroy dá o peito às balas

A desistência de Rory McIlroy do Honda Classic fez correr tinta nos últimos dias. O norte-irlandês defendia o seu t... ler mais

Pesadelo em Erin

Publicado em 17 de Junho de 2017 às 13:45
Pesadelo em Erin

Pela primeira vez na história de um major, os três primeiros do ranking mundial falharam o cut ao mesmo tempo desde que a tabela foi criada em 1986.

O número 1, que defendia o título, nunca conseguiu adaptar-se aos greens de Erin Hills e juntou um 76 (+4) ao 75 (+3) da estreia,

McIlroy ficou com a taça de ser melhor dos três depois de quatro birdies nos últimos seis buracos para um 71 (-1), mas o seu agregado de +5 deixou-o fora do fim-de-semana pelo segundo ano consecutivo – o cut ficou em +1.

Day já tinha comprometido com o 79 (+7) do primeiro dia e após um 75 (+3) fez melhor apenas que sete jogadores do field de 155.

Indiferentes às dificuldades que a maior parte dos jogadores está a encontrar em Erin estão os ingleses Paul Casey (66+71) e Tommy Fleetwood (67+70) e os americanos Brian Harnan (67+70) e Brooks Koepka (67+70), que repartem a liderança com -7.

É preciso recuar a 1974 para encontrarmos uma liderança de quatro jogadores do US Open à entrada para as duas rondas finais, quando Raymond Floyd, Arnold Palmer, Gary Player e Hale Irwin dividiam o primeiro lugar em Winged Foot

Rickie Fowler (65+73), J.B. Holmes (69+69) e Jamie Lovemark (69+69) seguem na 5ª posição, a um shot.

O amador Cameron Champ (70+69) está a ser a grande sensação do torneio.

 

Foto: www.sportal.co.nz

Vídeos

Existe um vídeo associado a esta notícia

Ver vídeo
Vídeo da notícia

Ads

Redes sociais

Facebook
Encontra-nos no
Facebook
Contacta-nos
geral@golf4you.pt

Imagens do dia

  • O antigo capitão da Seleção Nacional de futebol, Luís Figo, já deu os parabéns ao mais recente campeão do Masters

Foto: Twitter de Luís Figo
  • Ricardo Melo Gouveia tem lugar reservado no BMW PGA Championship desta semana

Foto: Facebook de Ricardo Melo Gouveia
  • Rory McIlroy lamentou no seu Twitter não se poder juntar aos seus amigos Jordan Spieth, Rickie Fowler, Justin Thomas e Smyley Kaufman na viagem às Bahamas, mas já tinha planeado umas férias com a noiva Erica Stoil

Foto: golfchannel.com
  • Apesar da chuva que caiu no primeiro dia do Open do Texas, este pato foi persistente e esperou pacientemente no green no 18

Foto: Scott Halleran/Getty Images
  • Arnold Palmer já não joga, mas o seu legado continua e os melhores jogadores do mundo fazem questão de marcar presença no Invitational do “King”, que este ano contou com a presença de Ricardo Melo Gouveia

Foto: Sam Greenwood/Getty Images

A imagem do dia será sempre algo a recordar e que de mais simbólico tenha acontecido hoje no mundo do golfe.

Imagens da semana