Campeões por acaso

Com Jordan Spieth a alterar o seu calendário e tirar esta semana de folga, o seu habitual parceiro de Zurich Classic of New Orleans, Ryan Palmer, ficou sem dupla.

Sabendo que Wesley Bryan, último companheiro de Jon Rahm no TPC Louisiana, não iria jogar devido uma operação a um ombro, o texano, de 42 anos, convidou o espanhol, de 24, para este único torneio de equipas do PGA Tour.

E em boa hora o fez.

Apesar de serem gerações diferentes, e separados pelo Atlântico, Palmer e Rahm mostraram-se verdadeiros cumplices e terminaram com um 69 (-3) em “pancadas alternadas” – já tinham fixado um recorde do torneio de 65 (-7) nesse formato, na 2ª ronda –, para vencer com três pancadas de vantagem sobre Sergio Garcia e  Tommy Fleetwood.

Levaram por isso mais de 500 mil dólares cada um…

Empurrados por excelentes resultados no formato mais agressivo de fourball – um 61 (-11) e um 62 (-10) na 1ª e 3ª ronda –, Scott Stallings e Trey Mullinax iniciaram o último dia empatados no primeiro lugar com Palmer e Rahm, mas ao fim de dois buracos já estavam a dois shots da liderança.

E uns maus back nine, com dois bogeys e um duplo, resultaram num desinspirado 77 (+5).

Acabaram entre os 13ºs classificados, com -18.

Foto: Getty Images

Eventos relacionados

Mais sobre Zurich Classic of New Orleans

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *