Estreia modesta para portugueses

Ricardo Santos e Filipe Lima não tiveram o arranque desejado na Grand Final do Challenge Tour.

Num dia em que apenas sete jogadores bateram o Par-71 do Club de Golf Alcanada, os dois portugueses entregaram cartões de 75 pancadas (+4), não obstante de até terem terminado o dia com um birdie.

Os greens rápidos e o forte vento que se fez sentir contribuíram em muito para as dificuldades dos atletas, com Ricardo Santos a fazer dois duplos nos front nine e Filipe Lima a assinar seis bogeys.

“Este campo não é fácil de fazer birdies, sobretudo com este vento. Nuns buracos está a favor, noutros contra. E relva dos greens também tem reacções diferentes”, lamentou Ricardo Santos em declarações à Tee Times Golf Agency, ele que chegou a Espanha como número 8, mas perdeu três posições no ranking projectado.

Já Filipe Lima confessa estar a jogar bem, pecando apenas num capítulo do seu jogo.

“Falhei muitos putts curtos. Fiz alguns greens a três putts, daí os bogeys”, garantindo que ao contrário de ontem nem vai para o putting green tentar corrigir o que está mal.

“Quanto mais treino, pior é”.

Está provisoriamente em 26º.

Foto: Tee Times Golf Agency

Japan Golf Zozo Championship

Eventos relacionados

Mais sobre Challenge Tour Grand Final

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *