Faltou a magia do dia anterior

Depois de uns magníficos ‘back nine’ na véspera, João Ramos falhou a intromissão na discussão pela vitória, não conseguindo mesmo manter-se no top-10 do Amendoeira O’Conner Classic.

O birdie no 7 parecia servir de ignição para o profissional dos Oitavos Dunes, mas um bogey a fechar os primeiros 9 deixaram-no no Par.

Mesmo assim, a jornada do dia anterior tinha mostrado que nada ainda era impossível.

Contudo, cinco pares foram-no deixando sem tempo, antes de um duplo no Par-4 do 15 colocar um ponto final em qualquer espécie de ambição.

Acabou entre os 11ºs, empatado em -2 com vários jogadores, entre os quais Hugo Santos (72+70).

Já Ricardo Santos (73+70) ficou logo atrás, com -1, em 20º.

Portugal Pro Golf Tour

Liam Hancock (69+69) foi o vencedor desta primeira prova do Swing 7 do Portugal Pro Golf Tour, depois de bater Tom Robson (69+69) no play-off.

O favorito Michael Hoey (69+71) dividiu o último lugar do pódio em -5, com Felix Norderhaug (71+68) e Damien Perrier (68+71).

https://www.instagram.com/p/Buq2nX9Fq3z/

Foto: Ricardo Lopes/PGA Portugal

Eventos relacionados

Mais sobre Amendoeira O'Connor Classic - Swing 7

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *