Figgy pressiona Melinho

Pedro Figueiredo interrompeu uma série de cinco cuts falhados e terminou o Oman Open no 58º lugar.

Numa prova marcada pelos ventos fortes, o que o obrigou a uma “maratona” de 29 buracos neste domingo, o português começou por completar a terceira ronda.

Dois bogeys nos 12 buracos em falta, resultaram num 76 (+4).

Mas Figgy queria deixar uma imagem mais positiva na despedida do Al Mouj.

Saído do 10 para os últimos 18, Pedro Figueiredo mostrou que merece estar entre os melhores e cumpriu os primeiros 9 em -3 – birdies no 10, 17 e 18.

Já com o vento a soprar um pouco mais forte, Figgy sentiu obviamente um pouco mais de dificuldades, mas acabou por repetir o resultado da estreia.

Apesar de apenas mais um birdies (5) contra três bogeys (4, 6 e 9) assinou um 71 (-1) para terminar com +7.

Levou para casa um cheque de 4459€ e subiu ao número 164 da Race to Dubai, estando agora apenas a dois lugares de Ricardo Melo Gouveia, que falhou o cut neste regresso a Muscat.

Getty Images

O rookie Kurt Kityama iniciou o último dia a sete shots do primeiro classificado, mas com 33 buracos por jogar tudo ainda era possível.

Seis birdies e um eagle mantiveram-no a sonhar com o segundo título da temporada, depois da vitória no Mauritius Open, e dois birdies consecutivos a três buracos do fim confirmaram a reviravolta total

Foto: Facebook de Pedro Figueiredo

Eventos relacionados

Mais sobre Oman Open

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *