Figgy sai com um sorriso na cara

O dia começou mais cedo no Randpark GC, para a conclusão da segunda ronda.

Ricardo Santos e Stephen Ferreira entraram em cena, mas pouco conseguiram fazer.

Nos cinco buracos que lhe restavam, Ricardo Santos, que ainda alimentava uma maior esperança de chegar ao fim-de-semana, não foi além de um bogey no 8, enquanto Stephen Ferreira, que vinha logo atrás, conseguiu um birdie, mas igualmente dois bogeys.

Fruto disto, Pedro Figueiredo acabou por ser o único português a passar o cut.

Para recuperar o tempo perdido, os jogadores começaram a sair para a terceira ronda do tee do 1 e do 10.

A Figgy, que tinha passado o cut no limite (-1), calhou, por isso, sair do 10.

Dois bogeys logo a abrir não foram nada motivadores, mas o português não baixou os braços e respondeu com um birdie.

O seu jogo estabilizou e até ao final dos primeiros 9 faria mais um birdie e um bogey.

Contudo, um duplo 6 logo no 2 voltaria a colocá-lo em xeque.

Pedro Figueiredo sobreviveria a mais um bogey, para acabar em beleza com dois birdies um cartão de 73 pacadas (-1).

Foto: Getty Images

Eventos relacionados

Mais sobre Joburg Open