Pedro Figueiredo encerra a temporada de forma positiva

Pedo Figueiredo fez um 3 em 3 non Swing sul-africano.

Depois do 70º lugar no Joburg Open, o português terminou na 17ª posição do Alfred Dunhill Championship, naquele que é o seu melhor resultado de sempre no European Tour, e esta semana, no Gary Player CC, passou igualmente o cut no Open da África do Sul, terminando entre os 51ºs classificados.

O ponto alto em Sun City foi o 68 (-4) na segunda ronda, que lhe valeu um lugar no fim-de-semana, após um complicado 76 (+4) na estreia.

Stephen Ferreira, que completou o 29º aniversário este domingo, também esteve até ao fim.

No entanto, não conseguiu segurar o excelente 13º lugar do final do primeiro dia, quando entregou um cartão de 70 pancadas (-2).

Eliminado ao fim de 36 buracos (+2) foi mesmo Ricardo Santos.

Dois duplos consecutivos no segundo dia revelaram-se decisivos.

Destaque para o triunfo claro de Christiaan Bezuidenhout, oito dias depois de conquistar o Alfred Dunhill Championship.

Carl Fourie/Sunshine Tour/Gallo Images

O sul-africano, de 26 anos, que deixou o galês Jamie Donaldson em segundo, a cinco shots, tornou-se no primeiro jogador desde Justin Rose em 2017 a vencer dois torneios seguidos no European Tour (WGC – HSBC Champions e Turkish Airlines Open).

Pedro Figueiredo e Ricardo Santos vão manter-se entre a elite europeia, uma vez que o European Tour decidiu “congelar” as suas categorias  de todos os jogadores por mais um ano, devido à pandemia.

Foto: Octávio Passos

Eventos relacionados