Pedro Figueiredo sólido

A experiência da semana passada no Volvo China Open parece ter servido de lição para Pedro Figueiredo, que não deixou atrasar-se nesta primeira ronda do British Masters.

É que um 74 (+2) na estreia ao Genzon GC acabou por sair-lhe caro, de nada valendo o 70 (-2) do segundo dia…

Desta vez, Figgy procurou entrar forte desde início, embora, apesar de três birdies nos primeiros seis buracos, tenha chegado ao 8 no Par.

No entanto, apenas um nos back nine foi suficiente para que batesse o Par-72 do Hillside GC.

Já três bogeys consecutivos a começar foram determinantes para o mau resultado Ricardo Melo Gouveia.

Num dia sem birdies, português jamais conseguiu encontrar-se, assinando outros três seguidos, do 9 ao 11, aos quais juntou mais um, no 14.

Quem mais brilhou foi Matthew Jordan.

A jogar o seu nono torneio no European Tour, o inglês, de 23 anos, que se tornou profissional em setembro, depois de uma brilhante carreira amadora, fixou um novo recorde do campo.

Matthew Jordan, autor de nove birdies, já tinha conseguido um 62 (-10) há duas semanas no Turkish Airlines Challenge.

O anfitrião Tommy Fleetwood abriu com um 68 (-4).

Foto: golfsupport.nl

Eventos relacionados

Mais sobre British Masters hosted by Tommy Fleetwood

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *