Pinto Basto teve o cartão na mão

Embora os 60 primeiros da final da Escola de Qualificação do Pro Golf Tour consigam entrada em praticamente todos os torneios, nenhum português conseguiu, no plano teórico, privilégios totais para a próxima temporada no circuito alemão.

O amador João Pinto Basto foi quem mais se aproximou do top-20, mas um quádruplo bogey no último buraco do Paderborn Land deixou-o a precisamente quatro shots da Categoria 5, a melhor em jogo por estes dias.

O jogador da Quinta do Peru, que há duas semanas chegou às meias-finais da Taça FPG, acabou assim empatado com João Zitzer e, tal como Tiago Rodrigues, também fica Categoria 8.

João Magalhães, que se tinha apurado para a final com uma excelente 3ª posição na Primeira Fase, não esteve ao seu nível nestas duas últimas e decisivas rondas e recebe a Categoria 10.

Tomás Melo Gouveia já tinha assegurado o seu lugar, depois de terminar a temporada em 34ª na Ordem de Mérito, na qual registou quatro top-10.

Foto: FPG

Eventos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *