Regresso às origens a pensar no recorde

Tiger Woods vai marcar presença no “seu” Genesis Invitational de 2020, de 13 a 16 de fevereiro.

Será possivelmente a primeira oportunidade para chegar às 83 vitórias no PGA Tour, curiosamente no Riviera Country Club, onde fez a sua estreia no circuito em 1992, enquanto amador, aos 16 anos.

No último ano, o PGA Tour anunciou que o field será encurtado de 144 para 120 jogadores, o prize-money aumentado de $7,4M para $9,3M e o vencedor irá receber três anos de isenção, ao invés dos dois como acontecia até agora.

Algo que só acontece no Arnold Palmer Inviational e no Memorial Tournament.

“É uma honra para nós colocarem-nos nas mesmas categorias dos torneios de Arnold Palmer e Jack Nicklaus”, disse o anfitrião em comunicado.

“Eles são duas lendas do jogo. Para nós, elevarem-nos a esse tipo de estatuto, vai obrigar-nos que tudo aquilo que queremos que aconteça, aconteça mesmo”.

Tiger, que vai participar no não-oficial Hero World Challenge em dezembro, conta com 13 presenças na prova, mais de que qualquer torneio do PGA Tour dos que nunca venceu.

Foto: Getty Images

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *