Ricardo Melo Gouveia no Projeto Olímpico

O Comité Olímpico Português está a apoiar três jogadores portugueses no Projeto Tóquio 2020.

Uma situação nunca antes vista!

Com a chegada de Ricardo Melo Gouveia, tal como Melinho, também Filipe Lima procura marcar presença nos segundos Jogos Olímpicos consecutivos, depois de ambos terem estado no Rio de Janeiro 2016, enquanto Figgy poderá fazer a sua estreia.

A qualificação para as provas de golfe começou a 1 de julho de 2018 e termina a 22 de junho de 2020.

Com 60 jogadores a garantirem o apuramento, neste momento, os três jogadores encontram-se dentro do lote do apuramento provisório.

No dia 30 de dezembro de 2018 Ricardo Melo Gouveia ocupava o 68º no Ranking de Qualificação Olímpica (RQO), Filipe Lima seguia em 65º e Pedro Figueiredo estava em  63º.

As grelhas de interação dividem-se em três níveis de apoio:

Top Elite – 1º ao 10º lugares no RQO;

Elite – 11º ao 20;

Apoio à Qualificação – 21º a 68º em 2018 e 21º a 64º em 2019.

Qualquer um destes apoios é revisto no final de cada semestre.

A diferença entre elites tem a ver com o montante atribuído no apoio à qualificação.

Para a prova de golfe olímpica apuram-se os 15 primeiros do ranking mundial (num máximo de quatro por país), sendo que a partir do 16º, cada país tem direito a dois jogadores, até perfazer um total de 60.

O Japão, como anfitrião, tem direito a pelo menos uma vaga.

Foto: FPG

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *